Japão registra 8ª morte por coronavírus;

2 crianças testam positivo

O paciente tinha problemas cardíacos, mas estava passando bem antes de ter contraído o vírus

Crédito: Masamichi Maeda/Alternativa - 27/02/2020 - Quinta, 17:30h

Matéria atualizada às 18h15.

 

Sapporo - Um homem com idade entre 80 e 89 anos morreu nesta quinta-feira (27) em Hokkaido, no norte do Japão, tornando-se a oitava vítima fatal do coronavírus no país, informou o governo da província em entrevista coletiva.

 

O homem, que morava na cidade de Shiriuchi, estava internado em um hospital de Hakodate e tinha problemas cardíacos, mas estava passando bem antes de ter contraído o coronavírus, segundo a emissora NHK.

 

Hokkaido também relatou 13 novos casos de coronavirus nesta quinta-feira, incluindo duas crianças com menos de 10 anos. Outros dois meninos também já tinham testado positivo na mesma província na semana passada.

 

Todas as pessoas que morreram no Japão eram idosas e o novo vírus parece causar complicações de saúde em pacientes com doenças pré-existentes, mas também há casos de jovens internados em estado grave, como é o caso de uma estudante de aproximadamente 20 anos de Hokkaido que só consegue respirar com a ajuda de um aparelho.

 

Hokkaido, que já registrou duas mortes, é a província com maior número de casos de coronavírus no Japão, somando mais de 50 contágios. As aulas em praticamente todas as escolas da província foram suspensas por uma semana.

 

Foto: Reuters

 

NÚMEROS DO CORONAVÍRUS NO JAPÃO

(atualização em 27 de fevereiro, às 21h)

 

705 infectados (japoneses e estrangeiros) no navio de cruzeiro Diamond Princess, que ficou em quarentena no porto de Yokohama (Kanagawa)

 

8 funcionários do governo infectados no navio

 

14 infectados entre os 700 japoneses repatriadas da China

 

54 infectados em Hokkaido (incluem duas crianças de uma mesma escola primária)

 

36 infectados em Tóquio (incluindo seis taxistas, um médico e o filho dele e uma enfermeira) relacionadas a uma festa de confraternização

 

27 infectados em Aichi (incluem casal de Nagoia que esteve no Havaí, três amigos da região de Owari e 10 pessoas de Nagoia)

 

21 infectados em Kanagawa (incluem uma enfermeira e três pacientes relacionados ao hospital Sagamihara Chuo)

 

13 infectados em Wakayama (incluem 10 pessoas relacionadas ao hospital Saiseikai Arida, sendo dois médicos, a esposa e o filho de um dos médicos, três pacientes e três familiares de um dos pacientes)

 

13 infectados em Chiba (incluindo uma professora)

 

6 casos em Ishikawa

 

5 casos em Kumamoto

 

3 infectados em Okinawa (incluem dois taxistas)

 

2 infectados em Quioto

 

2 casos em Fukuoka

 

2 casos em Nagano

 

2 casos em Gifu

 

1 infectado em Mie

 

1 caso em Osaka

 

1 caso em Nara (motorista de ônibus)

 

1 caso em Saitama

 

1 caso em Tochigi

 

1 caso em Tokushima

 

918 casos no total, incluindo 8 mortes (uma mulher de Kanagawa, dois pacientes de Hokkaido, um homem de Tóquio e quatro passageiros do navio). Cerca de 50 infectados estão em estado grave.

 

Excluindo os passageiros e tripulantes do navio, 32 pacientes se recuperaram e receberam alta hospitalar, segundo a emissora NHK.